Mata da Albergaria

mata-da-albergaria-4

A Mata de Albergaria é um dos mais importantes bosques do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG), constituída predominantemente por um carvalhal secular que inclui espécies características da fauna e da flora geresianas. Guarda também um troço da Via Romana – Geira – com as ruínas das suas pontes e um significativo conjunto de marcos miliários.

via-romana-geira

A baixa presença humana nesta mata não rompeu, até há poucos anos, o frágil equilíbrio do seu ecossistema, cuja riqueza e variedade contribuíram para a sua classificação pelo Conselho da Europa, como uma das Reservas Biogenéticas do Continente Europeu. É também, nos termos do Plano de Ordenamento do Parque, classificada como Zona de Protecção Parcial e Total da Área de Ambiente Natural.

Entretanto, o peso humano tornou-se excessivo, em particular nos meses de Verão, e a regeneração dos componentes naturais passou a fazer-se mais lentamente, sendo já visíveis os seus efeitos nocivos.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês tem por missão assegurar a preservação desses valores patrimoniais. Para isso, e por consenso estabelecido entre o PNPG e as entidades locais – Câmara Municipal de Terras de Bouro e Juntas de Freguesia de Rio Caldo, Vilar da Veiga, S. João do Campo e Covide, o Ayuntamento de Lobios e o Parque Natural Baixa Limia-Serra do Xurés, foi decidido aplicar um conjunto de normas, com as quais se procura criar alternativas à utilização do trânsito motorizado, através de novas formas de visita àquele espaço.

Não se pretende com estas disposições impedir o natural usufruto da beleza desta Mata. Pretende-se apenas ordenar a sua utilização, sensibilizando para novas formas de contacto com a Natureza, de modo a que os seus valores não saiam prejudicados e não nos vejamos, de futuro, privados de uma floresta que reúne características raras no país.